Declaração de Princípios de Eleitores, Pessoas Públicas e Candidatos

 
Declaro, para os devidos fins, que como eleitor, pessoa pública, candidato e se eleito envidarei todos meus esforços em:

1. Defender a democracia;
2. Combater e exigir que sejam combatidos, com vigor, os crimes cometidos contra a coisa pública;
3. Combater os corruptos e os corruptores;
4. Exigir que as autoridades deste país honrem os juramentos que fizeram perante a Nação e que atuem com coragem, aplicando a lei a quem quer que seja;
5. Defender a liberdade individual até os limites em que não se oponha a dos demais;
6. Defender o direito à propriedade, em todos os seus aspectos;
7. Combater permanentemente os privilégios de pessoas e de grupos;
8. Combater as tentativas de perpetuação no poder de partidos ou de grupos;
9. Congregar os cidadãos de bem sem discriminação de idade, sexo, etnia, religião ou profissão;
10. Rechaçar, com a veemência possível e necessária, toda e qualquer tentativa de alinhamento ideológico com países que não respeitam os direitos humanos e os ideais democráticos;
11. Apoiar, em quaisquer eleições, apenas políticos íntegros, capazes e compromissados com o fortalecimento da democracia e com o desenvolvimento real do nosso país;
12. Contribuir para a implementação de uma educação de qualidade em nosso país;
13. Defender arduamente a livre imprensa, o mérito, a reforma trabalhista e tributária;
14. Defender a adoção de políticas de Estado para programas sociais realmente efetivos;
15. Apoiar a implementação de uma real e séria reforma política, a qual deve contemplar a renovação gradual de nossos políticos.

E também em iniciar uma discussão dos seguintes pontos no processo de aperfeiçoamento das leis existentes e na promulgação de novas leis que visem:

1. Fim do político profissional (direito a apenas uma recondução ao cargo);
2. Diminuição drástica das quantias injetadas em campanhas eleitorais, através do banimento das doações efetuadas por empresas e simplificação da disputa eleitoral, focando a disputa nos debates entre os candidatos, dando fim a produções cinematográficas caríssimas e repletas de irrealidades;
3. Desestatização do processo eleitoral, diminuindo a existência de partidos de aluguel e redução do Fundo Partidário, passando os eleitores a doarem aos seus candidatos preferidos;
4. Voto distrital;
5. Fim do foro privilegiado;
6. Aumento das penas criminais para os delitos praticados por políticos desonestos e seus comparsas, notadamente em casos de corrupção;
7. Incentivo a projetos de lei de iniciativa popular;
8. Políticas eficazes de saúde e de segurança públicas;
9. Medidas para incrementar e manter o pleno emprego;
10. Desenvolvimento econômico o mais livre possível;
11. Busca de mecanismos para fortalecer o federalismo e o estado de direito;
12. Garantir a liberdade de expressão para acentuar a responsabilidade do cidadão e diminuir as desigualdades econômicas e sociais.